Alba Zaluar, professora do IESP-UERJ, recebe a Medalha Chiquinha Gonzaga

RSS
Facebook
Facebook
GOOGLE
http://www.iesp.uerj.br/en/argelina-cheibub-figueiredo-professora-do-iesp-uerj-recebe-homenagem-na-usp/

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Argelina Cheibub Figueiredo, professora do IESP-UERJ, recebeu no dia 11/5 uma homenagem durante o VII Seminário Discente do Departamento de Ciência Política da USP. Abaixo, uma reprodução do textos da aluna Lilian Sendretti, lido durante o evento:

“Não teria maneira mais significativa de concluímos esta Semana Discente senão com uma conferência especial com a presença de uma das protagonistas da Ciência Política brasileira! Argelina Cheibub Figueiredo é protagonista de uma trajetória inspiradora para todos(as) nós discentes, e, sobretudo, para nós alunas de Ciência Política, que podemos olhar para a trajetória de sucesso e de intensa qualidade acadêmica de uma mulher cientista política, que no meio de tantos cientistas políticos, construiu espaços, inovou agendas e abriu caminhos. Junto a ela, podemos nos lembrar também de outras grandes mulheres que ajudaram a abrir caminhos na Ciência Política brasileira. Podemos nos lembrar daquelas mulheres notáveis que fizeram parte desta casa, e que passaram por esta faculdade: a Maria do Carmo Campello Souza, Célia Quirino; Paula Beiguelmem, Maria Dalva Kinzo, dentre outras notáveis… Vale lembrar que durante sua formação Argelina também passou por esta casa. Foi durante seu mestrado, cujo título defendeu aqui em 1976. Depois, Argelina foi cursar doutorado na Universidade de Chicago, em uma época em que não era comum aos acadêmicos e acadêmicas brasileiras fazerem estas escolhas. Sua agenda de pesquisa e sua produção acadêmica foram marcadas pela originalidade e pluralidade: compondo trabalhos e parcerias competentes nos estudos de Instituições políticas brasileiras, sobre políticas sociais e de políticas públicas e, também, vale mencionar, de teoria política, com desenvolvimento de projeto sobre teorias da justiça e a relação entre princípios distributivos e políticas sociais. Dentre seus trabalhos mais importantes, dois deles são objeto de leitura obrigatória neste departamento, são os livros: “Democracia Ou Reformas? Alternativas Democráticas À Crise Política” (1993); e o livro em parceria com Fernando Limongi, que nesta faculdade é tão conhecido como: “Figueiredo e Limongi (1999)” – e que inclusive os alunos e alunas passam anos da graduação achando que Figueiredo e Limongi faz referência a uma pessoa só!! Eu poderia continuar fazendo menção a diversos outros feitos de Argelina: as instituições que passou, as instituições que ajudou a construir, o impacto de seus trabalhos, seus prêmios, mas, acho que será muito mais interessante ouvi-la falar e continuarmos aprendendo e nos inspirando com ela!”

Comments are closed.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial