Normas e formulários

Estrutura dos cursos

Mestrado

Os cursos de mestrado em Ciência Política e Sociologia do IESP-UERJ têm uma orientação formativa, que privilegia as atividades discentes ligadas a disciplinas regulares oferecidas pelos programas de pós-graduação da instituição e de outros programas. Os alunos matriculados em algum dos nossos cursos de mestrado terão de completar 41 (quarenta e um) créditos, obedecendo às seguintes normas:

  • Cursar as duas matérias obrigatórias de Teoria oferecidas pelos seu respectivo programa (Teoria Política I e II para Ciência Política; Teoria Sociológica I e II para Sociologia), respectivamente no primeiro e no segundo semestres do mestrado (8 créditos no total);
  • Cursar a disciplina de Metodologia Quantitativa “Lego I” no primeiro semestre do mestrado (4 créditos);
  • Cursar 4 disciplinas eletivas do seu respectivo programa (20 créditos);
  • Cursar 1 disciplina externa em outro programa de pós-graduação que não aquele em que está matriculado (4 créditos);
  • Realizar um Estágio Docente (1 crédito);
  • Defender a dissertação de mestrado (4 créditos).

Diante da carga de leitura e de atividades previstas pelos cursos de pós-graduação, recomenda-se que os alunos e alunas de mestrado não se matricularem em mais de três disciplinas por semestre e no mínimo em duas nos três primeiros semestres. Todos os créditos exigidos, com exceção da defesa de dissertação, devem ser cumpridos até o terceiro semestre letivo do curso de mestrado.

O curso de mestrado tem a duração recomendada de 24 meses. Qualquer extensão de prazo deve ser formalmente requisitada à secretaria e à coordenação do programa de pós-graduação.

Todos os alunos e alunas devem estar atentos aos prazos de matrículas de cada semestre letivo.

Doutorado

Os cursos de doutorado em Ciência Política e Sociologia do IESP-UERJ incentivam seus alunos a executarem suas atividades de pesquisa e dialogarem sobre seus resultados em diversos seminários, além de cursarem disciplinas regulares. Os alunos matriculados em algum dos nossos cursos de doutorado terão de completar 32 (trinta e dois) créditos, obedecendo às seguintes normas:

  • Cursar a disciplina de Estudos Exemplares, necessariamente no primeiro semestre letivo (4 créditos);
  • Cursar a disciplina Seminário de Projeto de Tese, necessariamente no segundo semestre letivo (sem crédito);
  • Cursar duas disciplinas de Seminário de Tese, necessariamente entre o quinto e oitavo semestres letivos (sem créditos). A realização de estágio doutoral no exterior equivalerá a um dos Seminários de Tese para fins de cumprimento da grade curricular;
  • Cursar 3 disciplinas eletivas de seu respectivo programa (12 céditos no total);
  • Cursar ao menos 1 disciplina externa em outro programa de pós-graduação que não aquele em que está matriculado (4 créditos);
  • Realizar dois Estágios Docência (2 créditos);
  • Defender projeto de tese, necessariamente até o fim do terceiro semestre letivo (4 créditos);
  • Defender a tese de doutorado (4 créditos).

Diante da carga de leitura e de atividades previstas pelos cursos de pós-graduação, recomenda-se que os alunos e alunas de doutorado não se matricularem em mais de três disciplinas por semestre.

O curso de doutorado tem a duração recomendada de 48 meses. Qualquer extensão de prazo deve ser formalmente requisitada à secretaria e à coordenação do programa de pós-graduação.

Todos os alunos e alunas devem estar atentos aos prazos de matrículas de cada semestre letivo.

Avaliação e Frequência

A avaliação nas disciplinas regulares dar-se-á por exame do seu aproveitamento por parte dos inscritos, mediante aplicação de provas ou de trabalhos escritos. A nota mínima de aprovação será 5,0 (cinco).

Será exigida frequência em pelo menos 75 (setenta e cinco) por cento das aulas (a pena para o descumprimento é a reprovação por faltas).

A/o aluna/o será desligado do seu respectivo programa se incorrer em um dos casos a seguir: a) plagiar ou fraudar dados em quaisquer trabalhos acadêmicos apresentados; b) não cumprir as atividades previstas no cronograma do projeto de pesquisa; c) ser reprovado em seminário de projeto de tese; d) ser reprovado em seminário de tese; e) Ser reprovado por duas vezes em disciplinas regulares; f) não defender a dissertação de mestrado ou a tese de doutorado no prazo concedido; g) ter a dissertação de mestrado ou tese de doutorado reprovada.

 

Bolsas

Todos os anos, o IESP-UERJ envida esforços junto às agências de financiamento (sobretudo CAPES, CNPq e FAPERJ) para garantir bolsas a todos seus alunos e alunas, o que nem sempre é possível. Em contrapartida, os alunos e alunas bolsistas devem se dedicar às atividades de pesquisa e aos cursos ofertados, e não podem reprovar em nenhuma disciplina ou obter média semestral menor do que 7,0 (sete) sob a pena de perderem suas bolsas.

Cabe aos respectivos coordenadores dos programas de pós-graduação arbitrar qualquer dúvida ou aplicação das regras acima citadas. Para mais detalhes, acesse os nossas normas e regimentos ao lado.