«A reemergência do debate racial na grande imprensa» – Ensaio de Luiz Augusto Campos, no Nexo

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O professor do IESP-UERJ Luiz Augusto Campos, coordenador do Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa (Gemaa), publicou o ensaio A reemergência do debate racial na grande imprensa, no Nexo Jornal. O texto compara a cobertura da questão racial pela imprensa brasileira dos dias atuais com a controvérsia acerca da introdução de políticas de cotas raciais nas universidades do país entre 2001 e 2010.

 

Três são as similaridades fundamentais entre esses dois momentos. Primeiro, o modo como um debate sobre as relações raciais brasileiras rapidamente se transformou num debate sobre a idoneidade da grande imprensa. Segundo, como períodos de relativa abertura da imprensa à denúncia do racismo brasileiro são sucedidos por retrocessos ou backlashes em que a sua existência e alcance são colocadas em xeque. Terceiro, a maneira como debates midiáticos sobre temas específicos das nossas relações raciais escondiam agendas ligadas às políticas de cotas e conceitos de racismo.

 

Confira o ensaio na íntegra na página do Nexo.

Comments are closed.